Latest News

22 November 2023, Cape Town, South Africa The Partners and Supporters of the All-Atlantic Ocean Research and Innovation Alliance (AAORIA), recognizing the urgency to act and the need to focus...
The All-Atlantic Ocean Research and Innovation Alliance Forum, co-organised by the South African Department of Science and Innovation (DSI) and the Directorate-General for Research and Innovation of the European Commission...
After a dedicated 18-month period of conception, implementation, and enhancement, the inaugural e-book of the All-Atlantic Blue Schools Network (AA-BSN) has been launched! Looking back to 2020, the All-Atlantic Blue...
In a world where challenges and opportunities span across continents and oceans, international cooperation has become a driving force behind impactful solutions. The All-Atlantic Ocean Research and Innovation Alliance (AAORIA)...
Olimpíada Brasileira do Oceano

Olimpíada Brasileira do Oceano

Note: Portuguese speaking

Estão abertas as inscrições para a edição 2022 da Olimpíada Brasileira do Oceano (O2). Os interessados têm até o dia 9 de setembro para optar por uma das três modalidades disponíveis: Conhecimento, Projeto Socioambiental e Produção artística, cultural e/ou tecnológica. Serão quatro temas: Mulheres na ciência; Pesca e aquicultura artesanal; Mudança do clima; e Bicentenário da Independência.  As modalidades estão abertas a toda a sociedade e idades.

A competição é organizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), por meio do Programa Ciência no Mar, e pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), por meio do Maré de Ciência. A iniciativa conta com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e com colaboração da UNESCO e Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar.

A O2 é um projeto educacional, envolvendo o ensino formal e não-formal de todo o País, para a promoção da cultura oceânica, ou seja, a compreensão do papel do oceano na nossa vida e da influência de nossas ações no oceano.  A iniciativa contribui com o esforço realizado no Brasil para a Década Ciência Oceânica, que se estende até 2030.

Segundo o Secretário de Pesquisa e Formação Científica do MCTI, Marcelo Morales, a competição é um mecanismo para promover a conscientização sobre a importância do mar e ao mesmo tempo estimular o conhecimento em torno do tema. “A Olimpíada do Oceano tem um grande impacto na formação científica e sensibilização da sociedade para o desenvolvimento sustentável”, destaca.

Mais informação AQUI.

Share: